Pesquisa personalizada

domingo, 9 de agosto de 2009

Gildo de Freitas - Trança de China

Compositor: Gildo de Freitas
Álbum: Gildo de Freitas – O Trovador dos Pampas
Ano: 1964

Trança de China

-Vamô cantar para vocês meus amigos
Que tão me ouvindo por esse mundo velho de Deus
Essa letra que traz no titulo trança de china.

É cousa trista gauchada amiga
Quando se deixa um amor pra trás
Se dá uma volta pelo pago alheio
Quando se volta não se encontra mais

Eu digo isso é por que aconteceu
Deixei a china dentro do ranchinho
E a malvada se aborreceu
Se foi embora e me deixou sozinho

-Se fosse no verão não era nada, mas no inverno
qualquer magricela faz falta

Quando ela soube da minha chegada
Voltou no rancho pra pedir perdão
Eu disse a ela você está perdoada
Mas pra viver junto comigo não

Saltei na china, puxei da prateada
E dei-lhe um talho que atorei trança
Mandei fazer uma rédea trançada
E é só o que eu tenho dela por lembrança

-Mulher falsa em rancho é mais uma pistola engatilhada
contra a gente amigo

Eu disse a ela você vai embora
Já que por mim você foi tosada
Dê meia-volta e saia campo afora
Que china falsa não me vale nada

É cousa triste gauchada amiga
Quando se deixa um amor pra trás
Se dá uma volta pelo pago alheio
Quando se volta não se encontra mais
-É brabo mas é queijo seu

Nenhum comentário: